quinta-feira, 26 de abril de 2018

Entre os jornais e as nuvens

Jornaleira do aeroclube resiste com uma das últimas bancas de Bauru


Aos pés da estátua do bauruense que um dia ousou se tornar um astronauta para desbravar os lugares mais distantes, uma banca de jornal permanece firme e forte às raízes da cidade, há mais de duas décadas. Sentada sobre uma banqueta de ferro, ali se encontra a guardiã de um tesouro da “cidade sem limites”. Tão logo apareço com minha caneta, meu caderno e meu gravador em mãos, sou recebido por uma radiante saudação e um aperto de mãos.

Leia também!

Você já ouviu falar em "mandato coletivo"?

Proposta tenta integrar os eleitores às decisões no parlamento Fisiologismo político, falta de renovação, causa perdida. São muitos...